O que é VPN?!?!

23 07 2009

Após um tempo afastado resolvendo problemas acadêmicos xD, cito nesse Post um dos tópicos abordados no artigo sobre Segurança na WEB, elaborado por: Filipe Fontinele, José Jeovane, Joseph Donald e Thiago Reis.

VPN (Virtual Private Network) ou Redes Privadas Virtuais, são conexões com segurança e privacidade muito usadas na ambiente corporativo. Além da segurança, as redes privadas funcionam muito bem, utilizando-as em linhas privadas, nenhum tráfego vazará dessas instalações, e os intrusos terão que grampear fisicamente as linhas para burlar a segurança, o que não é fácil. Devido essa garantia, quando surgiram as redes públicas de dados e mais tarde a internet muitas empresa optaram por mover seu tráfego de dados para uma LP, ou linha privada.

As VPN’s são chamadas “virtuais” porque é meramente uma ilusão, da mesma forma que os circuitos virtuais e a memória virtual também não são reais.

Considerações mínimas para implementação de uma VPN:
Usuários: Recurso de autenticação restrigindo o acesso somente a pessoas autorizadas;
Endereços: Gerenciamento de modo que não se permita que “estranhos” tenha acesso a rede corporativa;
Dados: Estabelece a comunicação com recurso de Criptografia (garante a segurança ao tráfego);e
Chaves de criptografia: Garantem que somente VPN Routers autorizados compartilhem informações. Portanto deve-se manter controle constante sobre as mesmas, bem como promover a troca sistemática destas chaves de forma a proteger as VPN’s.

Vantagens das VPN’s:

  • Interligação de redes usando a Internet;
  • Sempre disponível onde quer que esteja, desde que tenha acesso a Internet;
  • Encriptação de Alto-nível;
  • Permite ligações para a Internet;
  • Encriptação de Alto-Nível, ou seja, proteção de dados;
  • Permite ligações para a Internet via ADSL, Cabo ou RDIS;
  • Baixo custo em relação a linhas dedicadas;
  • Aceita múltiplas ligações em simultâneo;
  • Reduzir o custo de comunicações (telefones e linhas privativas);
  • Segurança conforme os padrões modernos com suporte à autenticação e criptografia e administração das chaves;
  • Suporte para protocolos existentes (TCP/IP, IPX/SPX e NetBUI);
  • Gerenciamento dos endereços internos do IP;
  • Escalabilidade; e
  • Baixo custo.

Desvantagens:

Com todo o impacto que cercou historicamente VPNs, os principais perigos, ou pontos fracos do modelo da VPN são facilmente esquecidos.  Quatro pontos podem ser destacados neste aspecto:

  • Requer um profundo conhecimento de segurança de rede publica para se adotar todas as devidas precauções na implementação de uma VPN;
  • A disponibilidade e o desempenho da VPN de uma organização entre pontos geográficos diferentes envolvem fatores que estão fora do controle da organização. Como por exemplo: quando há problema da operadora do serviço, ou algum problema físico no meio pública apresenta problema;
  • Tecnologias de VPNs de diferentes fabricantes podem não trabalhar bem quando juntadas a novos padrões; e
  • VPNs precisam acomodar protocolos diferentes de IP e tecnologia de rede interna existente.

Com os riscos de segurança em redes, inúmeras medidas, cada vez mais complexas, devem ser implantadas dificultando assim a vida dos invasores e garantindo a integridade das informações por elas veiculadas, a VPN é uma das melhores candidatas quando o quesito é acesso à distancia com segurança.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: